logo

Telefone (14) 3202-9656

Vacinação


Vacinação

A vacinação de cães e gatos é de suma importância para a proteção de seu pet, pois proporciona imunidade sobre doenças infecciosas e até mesmo zoonóticas, tais como, em cães leptospirose, parvovirose, coronavirose, cinomose e hepatite infecciosa e em gatos rinotraqueite, leucemia felina, panleucopenia, e em ambos a raiva. Sem esquecer-se das vacinas como, giárdia, traqueobronquite e leishmaniose que também constituem a imunização dos animais.

O Centro Veterinário de Bauru dispõe de vacinas éticas, importadas, de laboratórios conceituados e com o seu devido armazenamento, possuindo de prontidão vacinas como, polivalente, V10 (Dectupla), giárdia, tosse dos canis, quadrupla-felina, anti-rábica, leishmaniose e contra fungos caninos. Tendo a disposição médicos veterinários capacitados para avaliar e melhor orientar sobre cuidados com seus pets.

Perguntas Frequentes


  • Devo vacinar meu cão e gato somente quando filhote?
    • Não, muito pelo contrário, os animais mesmo depois de adultos precisam receber o reforço anual das vacinas, para ficarem imunizados contra os vários tipos de vírus e doenças.

  • Qual o período correto para iniciar a vacinação do meu pet? E quase vacinas devem ser aplicadas?
    • Para cães recomenda-se iniciar o protocolo vacinal com 45 dias de vida, podendo se estender para 60 dias de vida. Já os gatos devem ser vacinados após os 60 dias de vida. O protocolo vacinal para cães se constitui de três doses iniciais contra vírus com intervalos a partir de 21 dias. Há também no protocolo vacinal as vacinas giárdia, tosse dos canis e dermatites fúngicas que podem ser administradas para melhor imunização do animal. Após os quatro meses de vida os cães podem receber a vacina antirrábica e/ou a vacina de leishmaniose, fazemos a antirrábica em duas doses com intervalo a partir de 21 dias e a leishmaniose em três doses com intervalo de 21 dias.

      Para felinos se inicia a imunização com a vacina quádrupla felina com intervalos a partir de 21 dias. A vacina antirrábica é feita da mesma forma que nos cães.

  • Posso atrasar ou adiantar as vacinas do meu pet?
    • Não é recomendando perder ou modificar o protocolo vacinal, sendo uma vez iniciado o mesmo, o animal deve receber as vacinas nas datas corretas, pois atrasando a vacinação, a imunidade do animal fica falha, tendo que refazer as vacinas para uma maior segurança do seu pet.

  • Posso vacinar fêmeas prenhes, lactantes ou no cio?
    • Nesses casos não é aconselhável a vacinação do animal devido à resposta hormonal que o mesmo está sofrendo em decorrência da lactação, cio ou mesmo prenhes, pois nesses casos citados a resposta vacinal não será 100% eficaz, acarretando numa falha da imunização do animal. Nesses casos aconselha-se esperar. Em relação à influência na gestação do animal: a única que não deve ser aplicada é a vacina com vírus vivo da panleucopenia felina, pois essa pode causar má formação do feto ou até aborto.

  • Devo vacinar meu cão e gato somente quando filhote?
    • Não, muito pelo contrário, os animais mesmo depois de adultos precisam receber o reforço anual das vacinas, para ficarem imunizados contra os vários tipos de vírus e doenças.

  • Qual o período correto para iniciar a vacinação do meu pet? E quase vacinas devem ser aplicadas?
    • Para cães recomenda-se iniciar o protocolo vacinal com 45 dias de vida, podendo se estender para 60 dias de vida. Já os gatos devem ser vacinados após os 60 dias de vida. O protocolo vacinal para cães se constitui de três doses iniciais contra vírus com intervalos a partir de 21 dias. Há também no protocolo vacinal as vacinas giárdia, tosse dos canis e dermatites fúngicas que podem ser administradas para melhor imunização do animal. Após os quatro meses de vida os cães podem receber a vacina antirrábica e/ou a vacina de leishmaniose, fazemos a antirrábica em duas doses com intervalo a partir de 21 dias e a leishmaniose em três doses com intervalo de 21 dias.

      Para felinos se inicia a imunização com a vacina quádrupla felina com intervalos a partir de 21 dias. A vacina antirrábica é feita da mesma forma que nos cães.

  • Posso atrasar ou adiantar as vacinas do meu pet?
    • Não é recomendando perder ou modificar o protocolo vacinal, sendo uma vez iniciado o mesmo, o animal deve receber as vacinas nas datas corretas, pois atrasando a vacinação, a imunidade do animal fica falha, tendo que refazer as vacinas para uma maior segurança do seu pet.

  • Posso vacinar fêmeas prenhes, lactantes ou no cio?
    • Nesses casos não é aconselhável a vacinação do animal devido à resposta hormonal que o mesmo está sofrendo em decorrência da lactação, cio ou mesmo prenhes, pois nesses casos citados a resposta vacinal não será 100% eficaz, acarretando numa falha da imunização do animal. Nesses casos aconselha-se esperar. Em relação à influência na gestação do animal: a única que não deve ser aplicada é a vacina com vírus vivo da panleucopenia felina, pois essa pode causar má formação do feto ou até aborto.